Página inicial > Samba Enredo > G > G.R.E.S. Estácio de Sá > Samba-Enredo 1986 - Prata da Noite

Samba-Enredo 1986 - Prata da Noite

G.R.E.S. Estácio de Sá


Deixa o samba correr, chuê, chuê
Deixa a água rolar, chuá, chuá, oi
Que hoje tem chuva de prata
A fina flor, a nata e a raiz

Fez do palco uma bandeira
E da carreira uma religião
Guarda banca no cinema
No rádio e na televisão

Seu nome criou fama
Seu talento corre chão
Construindo seu castelo
Vem surgindo Grande Otelo
O rei da ilusão

No tabuleiro da baiana tem
Amor e fantasia
No tabuleiro da baiana também tem
Quindins de alegria
Fez Chacrinha na Lapa
Briga de tapa nunca rejeitou
Teve atrito com Satã
E Madame Satã acreditou
Morou no berço do samba
Foi bamba compositor

Onde deu volta por cima
Fez rima de amor e dor

Compositor: Darcy Do Nascimento E Dominguinhos Do Estácio

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a G.R.E.S. Estácio de Sá no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS