Página inicial > Samba Enredo > G > G.R.E.S. Estácio de Sá > Samba-Enredo 1972 - Rio Grande do Sul, Na Festa do Preto Forro

Samba-Enredo 1972 - Rio Grande do Sul, Na Festa do Preto Forro

G.R.E.S. Estácio de Sá


O negro na senzala cruciante
Olhando o céu pedia a todo instante
Em seu canto e lamentos de saudade
Apenas uma coisa, liberdade
Na região denominada Preto Forro
Lá na Serra do Mateus
Na Boca do Mato
Todo negro dono de sua liberdade
Na maior felicidade
Se dirigia para lá
Reunidos davam inicio à festança
Com pandeiros, tamborins, xexeréis e ganzás

Oeô, oea
Saravá meu povo
E salve todos os Orixás

Sob o clarão da lua
E o fogo do lampião
A capoeira era jogada
Sempre ao som de um refrão

"Você me chamou de moleque
... Moleque é tu"

Rio Grande do Sul
Seu folclore sua gente
Também participaram
Desta festa diferente

Oeô, oea
Saravá meu povo
E salve todos os Orixás

Compositor: Nilo Mandes E Dario Marciano

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a G.R.E.S. Estácio de Sá no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS