Página inicial > Pop/Rock > F > Fresno > Cativeiro (Ana Cruse)

Cativeiro (Ana Cruse)

Fresno


É tão escuro aqui
E doí pra respirar
Eu sinto abrirem, os pontos no peito

E o medo de falhar
Na hora de fugir
Me sinto cada vez mais preso aqui
Não é assim que se faz
Assim eu jamais terei paz

E ninguém vai me ouvir gritar
Se estamos muito distantes
Do que eramos antes de mudar

E eu sei ninguém vai me salvar
Nem vai fechar as feridas
Pra privar nossa vida
De sofrer, crescer
E ter o que cantar

Por entre as grades vi
O que existe lá
Pude sentir, os golpes do vento
Quem nos mantem aqui
Não pode controlar
Não podem prender o meu pensamento

Ate quando vão tirar essas lagrimas da gente?
A gente pode atropelar o que vier na frente
Basta acreditar

Não é assim que se faz
Eu aprendi eu não vou voltar atras
Eu estive lá, Mais percebi
Que não está nos nos livros dos nossos pais
É uma verdade que a gente mesmo faz
E grita pro vento até o mundo ouvir

Quem vai me ouvir gritar?
Se estamos muito distantes
Do que eramos antes de mudar

E eu sei (sei) ninguém vai me salvar
Nem vai fechar as feridas
Pra privar nossa vida
De sofrer, crescer
E ter o que cantar

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Fresno no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS