Ressaca

Fran Rosas

Lume


Depois de tudo
Nós e o deserto
Ao invés de você
A porta, então, se abre
De tão perto
Você me reparte
Eu no aperto
E você só porto

Aparto o grito abafado
Deságuo, enfim, no tempo aflito
A desencarnar pelo mar morto

No mar de dentro
Só corais sem cor
Um transformar
Só no interior
Eterna busca de algo maior
Mas um desfecho
Que eu já sei de cor

Já somos, ambos, outro alguém
Um ser, um nó sem mal nem bem
Você, ninguém, um nada mais além

Compositor: Thamires Tannous, Estrela Leminski

Letra enviada por Fran Rosas

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Fran Rosas no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS