Mariá

Forfun

Nu


Encarnado em seu corpo
Josualdo Nascimento
É ajudande de pedreiro
E um ser acontecendo
Cresceu solto em Juazeiro
E a dieta sem manteiga
Lhe rendeu força, saúde
E fibras de estátua grega

Filha de pais argentinos
Graduada em cinema
Mariela Sampietro
Pega praia em Ipanema
Toma Lsd
Com suas amigas ricas
Faz Yoga e ouve jazz
Deslumbrada com a vida

Gente que dorme, que sonha, que mente, que cheira
Que sua, que sofre, respira
Das sete bilhões de pessoas que existem no mundo
Quem eu mais quero abraçar

Mariá
Maria com acento no "A"
Mariá

Negro de cabelo branco
Simpatia em pessoa
João Batista Silva Neto
Ganha pouco e ri à toa
Bamba de Padre Miguel
Trompetista da Marinha
É tenente da reserva
E vive por sua família

Mulher de desembargador
Raquel Bragança de Faria
Usa ouro e diamantes
Não falta um dia à academia
Ligada à filantropia
Socialite emergente
No motel com seus amantes
Geme como a Silvia Saint

Gente que dorme, que sonha, que mente, que cheira
Que sua, que sofre, respira
Das sete bilhões de pessoas que existem no mundo
Quem eu mais quero abraçar

Mariá
Maria com acento no "A"
Mariá

Letra enviada por Caio Jagl

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Forfun no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS