Malícia

Forfun

Ao Vivo No Circo Voador


Malícia, matéria prima da diplomacia
Atividade, elegância e tato
Um olho no peixe e o outro no gato
Malícia
Malícia
Porque bondade não é ingenuidade
Uma coisa é malícia, outra coisa é maldade

Antecipar-se a um movimento
A palavra economizada
A catimba argentina no segundo tempo
O peito aberto e a guarda alta

Um copo d'água pra cada taça de vinho
É o código no assovio
É ir pra frente com um pé atrás
A certeza da incerteza
Andar na ponta da faca, no fio da navalha
O peito aberto e a guarda alta
Sagacidade contra rataria
É como pensa em mim a menina mulher da pele preta
É o segundo beijo no canto da boca

Malícia, matéria prima da diplomacia
Atividade, elegância e tato
Um olho no peixe e o outro no gato.
Malícia
Malícia
Porque bondade não é ingenuidade
Uma coisa é malícia, outra coisa é maldade

Malícia não é maldade mas atividade é posto
Se vier no caminho do rosto eu vou defender com gosto
Não preciso ficar te olhando por todo lugar que ando
Sinto quando é a hora certa os atos vão me revelando
Macaco velho não põe a mão na cumbuca
Nem se cutuca onça com vara curta
Malícia na hora de chutar pra gol
De continuar o show, quando se fecha o flow

Compositor: N.Christ, H. Bentes, R.Costa, D.Cutrim, V.Isensee

Letra enviada por Romayne

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Forfun no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS