• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Desculpe, meu bem
    Se ontem te fiz chorar
    Mas a vida é assim mesmo
    Não se pode exigir

    Pouco dá pra esperar
    Muito obrigado por tudo
    Pelo teu suor, pelos teus gemidos
    E espero que a minha estupidez
    Cicatrize teus sentimentos feridos

    Nasci e morro assim, só
    Perdido no escuro, dentro de mim
    E vou cruzando o barro
    Vou comendo pó
    Até que chegue o fim
    Mas a força eu retiro
    Sugo feito vampiro
    De saber que as estrelas
    Também vivem sós

    De um cigarro amassado
    De uma rua deserta
    De outros que até eu posso sentir dó
    Da menina de olhos grandes como a lua
    De uma noite sentindo tua carne crua
    E dos bares, das festas
    Dos vinhos, serestas

    Das mentes infestas de podres horrores
    De mil desamores
    Do chope das quatro
    Desse louco mundo putrefato
    Dessa grande peça de teatro

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Filipe Catto

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.