Vento e Pó

Fernando Iglesias


Minha terra, meu chão
Com meu suor comprei
Com meu suor lavrei
Minha presunção

Tudo o que planejei
Nunca cheguei a ter
Nunca cheguei a ser
Tudo o que sonhei

Entre as unhas, vejo pó
Ele me diz quem sou
Nessa terra me entreguei
Nela eu me enterrei

Tal qual o pó, nada mais é do que pó
Esse sou sem teu ar
Só um tufão para rachar esse chão
E desfazer o torrão
Quero voltar a ser pó
Pra te deixar me guiar
Com tua mão
Quero voltar a ser pó
Pra te deixar me guiar
Com tua mão

Vendo as marcas na mão
Lembro as marcas do chão
Lembro que terra eu sou
Dela eu nasci
Dessa terra comi
Nela tua graça eu vi
Feito da terra eu sou
Obra da tua mão
Logo quando descansar
Nela vou te esperar
Por teu sopro aguardar
Com ele acordar

Tal qual o pó, nada mais é do que pó
Esse sou sem teu ar
Só um tufão para rachar esse chão
E desfazer o torrão
Quero voltar a ser pó
Pra te deixar me guiar
Com tua mão
Quero voltar a ser pó
Pra te deixar me guiar
Com tua mão

Quem da terra me fez
Foi quem me fez assim
Foi quem soprou em mim
Sou vento e pó

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Fernando Iglesias no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS