Página inicial > Black Music > F > Fernando Ebano > Natureza Dos Mortais

Natureza Dos Mortais

Fernando Ebano


Todo barco que navega
Retorna onde desancorou
Toda semente que se rega
Fará feliz quem semeou
Todo caminhar no obscuro
Encontrará o seu clarão
Todo homem que se preza
Ao seu certo teve uma paixão

Mas quem me fez chorar
Não pode imaginar
Como sou feliz pois sou mais um apaixonado
Nem tudo que se vê
Pode ser fúria, ódio ou lamento
É preciso conhecer
E entender o que existe dentro

Nem tudo que se vê
Pode ser fúria, ódio ou lamento
É preciso conhecer
E entender o que existe dentro

Nem todo filme ou novela
Será feliz em seu final
Nem toda cor de uma aquarela
Tem o arco Iris é normal
Nem todo livro, conteúdo
Ensinará o bem e o mal
Subestimar é absurdo
É a natureza do Mortal
Mas quem me fez chorar
Não pode imaginar
Como sou feliz pois sou mais um apaixonado
Nem tudo que se vê
Pode ser fúria, ódio ou lamento
É preciso conhecer
E entender o que existe dentro

Nem tudo que se vê
Pode ser fúria, ódio ou lamento
É preciso conhecer
E entender o que existe dentro

Todo Barco que navega
Tem o arco Iris é normal
Nem todo filme ou novela
Retorna onde desancorou
Toda semente que se rega
Ensinara o bem e o mal
Subestimar é absurdo
É a natureza do Mortal

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Fernando Ebano no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS