Desorientado

Fernando e Sorocaba

Bola de Cristal


Não pude perceber quando as flores começaram a
murchar
Nem mesmo me toquei quando o inverno invadiu o seu
olhar
Porque acreditei que até logo não iria ser adeus
Porque imaginei que o paraíso era eternamente meu

Ingenuidade minha acreditar que a chama desse amor
eterno, não iria se apagar
Tão desatento eu não percebi você tentava me
falar, o que eu não podia ouvir

Sozinho eu fiquei
Sem rumo eu chorei, completamente desorientado
Assumo eu errei, tá na cara!
O nosso amor gritava por socorro
E eu não escutava

Sozinho eu fiquei
Sem rumo eu chorei, completamente desorientado
Assumo eu errei, tá na cara!
O nosso amor gritava por socorro
E eu não escutava

Não pude perceber quando as flores começaram a murchar
Nem mesmo me toquei quando o inverno invadiu o seu olhar
Porque acreditei que até logo não iria ser adeus
Porque imaginei que o paraíso era eternamente meu

Ingenuidade minha acreditar que a chama desse amor
eterno, não iria se apagar
Tão desatento eu não percebi você tentava me
falar, o que eu não podia ouvir

Sozinho eu fiquei
Sem rumo eu chorei, completamente desorientado
Assumo eu errei, tá na cara!
O nosso amor gritava por socorro
E eu não escutava (4x)

Compositor: Sorocaba

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Fernando e Sorocaba no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS