Página inicial > MPB > F > Fernanda Porto > Eletricidade

Eletricidade

Fernanda Porto

Fernanda Porto




Como numa amorosa cantiga
Hoje, com aquele espanto da primeira dor
Acordei chorando, rondando o apartamento
Numa entrevista de Godard na mão
Três fantasias na cabeça
O teto tão baixo, fui até o centro
Lírico Ulisses devorador de Milk Shakes

Em passos rápidos dizia para os espelhos das vitrines
Alô Marina Vladi, imitando aquele jeito do cabelo
Alto-falantes das lojas me arrepiam
Por pouco não me sinto enamorada
Aí, soprando um café de máquina
Com a voz do Rei na barriga
Jobim no coração
Espelho caixa de contatos
Assobio no elevador
Uma canção me consola
Enquanto mamãe faz tricô
Penélope distraída
Preciso sair de casa...

Se alguém tocar seu corpo como eu, não diga nada...(4x)

Repete 2° Parágrafo

Se alguem tocar seu corpo como eu, não diga nada...(2x)
Se alguem tocar seu corpo como eu...
Se alguem tocar seu corpo...

Se alguem tocar seu corpo como eu, não diga nada (2x)
Não diga nada...

Se alguem tocar seu corpo como eu, não diga nada..
Não diga nada...
Não diga nada...

Se alguem tocar seu corpo como eu, não diga nada... (2x)
Não diga nada....

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Fernanda Porto no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS