Página inicial > Rock > F > Felipe Ferrero > Em Meio a Todo Caos

Em Meio a Todo Caos

Felipe Ferrero


Eu sei que a evolução mudou
Fez do homem o ser de pensamento livre
Que embora desperdice sua capacidade
Ainda tem vontade de ser o melhor de si

Agora tudo é passageiro
Como um viajante preso no avião
Sem conseguir parar
Mas nada me difere a vida
De um punhado de areia
Que o vento jogou pro ar

Atravesso a esquina
Olho para o lado e pro outro
Esqueço de olhar
A vida é mesmo um fio
Não sei se de aço
Ou de fibra de seda

Eu sei que o ser humano errou
Fez do mundo um caos de sentimento triste
Que embora já conheça tantas atrocidades
Ainda faz sua parte pra tudo ruir pro fim

E o calor do Sol
Aquece a carcaça
Tudo ganha graça
Mas antes que eu me esqueça

Agora tudo é passageiro
Como um viajante preso no avião
Sem conseguir parar
Mas nada me difere a vida
De um punhado de areia
Que o vento jogou pro ar

Atravesso a esquina
Olho para o lado e pro outro
Esqueço de olhar
A vida é mesmo um fio
Não sei se de aço
Ou de fibra de seda

E antes que eu me esqueça
A gente deu um nó

Letra enviada por Felipe Ferrero

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Felipe Ferrero no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS