Ovelhas

Família da Música

Live at Lisboa's


Nós não somos as ovelhas
Pense numa geração que chegou pra descontruir
O que está aí
Tanta miséria desgraça cidades de merda
E lixo na relva que ficou ali
Políticos sujos imundos cegos pelo dinheiro
E a ideologia do mal que pregam fora de si
Na diarréia verbal
Será que eu sou parte da mudança
É óbvio que sim
Pra que esperar sentado
Começa por mim
Sei que sozinho não vou conseguir

Por isso eu canto
Por isso a minha voz levanto
Talvez pra relaxar
Talvez pra eu esquecer
Talvez pra prosperar
Talvez pra eu me fu***
Porque?

Se eu sumir, já sabe quem foi
Ovelhas ovelhas ovelhas
Se eu sumir
Já sabe quem foi
Uoo oo
Se eu sumir, já sabe quem foi
Ovelhas ovelhas ovelhas
Se eu sumir
Já sabe quem foi
Uoo oo

Se tu eres a ovelha
Tu faz parte da geração que ficou para consumir
O que a tv lhe diz
A vida inteira atrás de algo
Que não faz sentido
Perde a saúde e o brilho atrás do dindin
Seu dízimo seu carro sua casa
Sua panela de pressão
E o pobre com a de barro
Só faz uma refeição
Será que tem um fim essa matança
É óbvio que não
Pra que esperar o herói
Se é tudo ladrão
Pedindo teu voto
Tua contribuição
Por isso meu caro isso é música
E eu não me calo
Eu vim pra me expressar e fazer você ver
Que querem nos enganar
Num jogo entre você e eu

Se eu sumir, já sabe quem foi
Ovelhas ovelhas ovelhas
Se eu sumir
Já sabe quem foi
Uoo oose eu sumir, já sabe quem foi
Ovelhas ovelhas ovelhas
Se eu sumir
Já sabe quem foi
Uoo oo

Nós não somos ovelhas
Se somos, somos as negras!

Compositor: Gabriel Gudin, Renato Magon, Bruno Vilela, Ivo Carvalho

Letra enviada por Gabriel Gudin

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Família da Música no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS