Facing Fear

Licantropia

Facing Fear


No meio da noite ele se prepara
Após treze anos ele entra na mata
Chegando ao local se joga no chão
E o ódio domina o seu coração
Seus olhos reviram e seus pelos crescem
Seu grito é feroz e o chão estremesse
Sedento por sangue sai a caçar
Animais, crianças e o que encontrar

Sexta-feira, meia noite começa a fusão
Na encruzilhada, o ser maligno se levanta do chão
Na lua cheia, seus olhos brilham com o poder do mal
Buscando sangue a noite inteira, massacre total

A lua se esconde e o sol aparece
A fera se acalma e fica inerte
Acorda confuso sem se lembrar
Do estrago e das mortes que fez no luar
Os dias se passam e o tempo escurece
Chegou sexta-feira e tudo se repete
Sedento por sangue sai a caçar
Animais, crianças e o que encontrar

Sexta-feira, meia noite começa a fusão
Na encruzilhada, o ser maligno se levanta do chão
Na lua cheia, seus olhos brilham com o poder do mal
Buscando sangue a noite inteira, massacre total

Há anos vivendo com essa maldição
Só existe uma forma de libertação
Uma lança de prata precisa acertar
O seu coração pra se libertar
Os dias se passam e o tempo escurece
Chegou sexta-feira e tudo se repete
Sedento por sangue sai a caçar
Animais, crianças e o que encontrar

Sexta-feira, meia noite começa a fusão
Na encruzilhada, o ser maligno se levanta do chão
Na lua cheia, seus olhos brilham com o poder do mal
Buscando sangue a noite inteira, massacre total
Massacre total!

Composição: Vall Maranhão

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Facing Fear no Vagalume.FM

ESTAÇÕES