La Ballata Del Michè (tradução)

Fabrizio de Andrè

Tutto Fabrizio De André


A balada de Michè


Quando abriram a cela

já era tarde porque

com uma corda no pescoço

frio pendia Michè


Todas as vezes que um galo

ouço cantar eu penso

naquela noite na prisão

quando Michè se enforcou


Esta noite Michè

se enforcou em um prego porque

não poderia restar por vinte anos na prisão longe de você

No escuro Michè, se foi sabendo que a você

nunca podia dizer que havia matado

porque amava você

Eu sei Michè quisera morrer porque

lhe restava a lembrança do amor profundo que havia por ti


Vinte anos lhe haviam dado

o tribunal decidiu assim

porque um dia ele havia matado

aqueles que queriam roubar Marì


Então o haviam condenado

vinte anos apodrecendo na prisão

mas agora que ele está enforcado

a porta lhe devem abrir


Embora Michè não tenha te escrito explicando o por que

despediu-se deste mundo

saibas que lhe a fato somente por você

Amanhã, às três horas em uma vala comum cairá

Sem o padre e a missa

por que de um suicida não se há piedade

Amanhã às três na terra molhada estará

e alguém uma cruz com o nome e data sobre ele plantará

La Ballata Del Michè


Quando hanno aperto la cella

era già tardi perché

con una corda sul collo

freddo pendeva Michè


Tutte le volte che un gallo

sento cantar penserò

a quella notte in prigione

quando Michè si impiccò


Stanotte Michè

si è impiccato ad un chiodo perchè

non poteva restare vent'anni in prigione lontano da te

Nel buio Michè se n'è andato sapendo che a te

non poteva mai dire che aveva ammazzato

perchè amava te

Io so che Michè ha voluto morire perchè

ti restasse il ricordo del bene profondo che aveva per te


Vent'anni gli avevano dato

la corte decise così

perchè un giorno aveva ammazzato

chi voleva rubargli Marì


Lo avevan perciò condannato

vent'anni in prigione a marcir

però adesso che lui s'è impiccato

la porta gli devono aprir


Se pure Michè non ti ha scritto spiegando perchè

se n'è andato dal mondo

tu sai che l'ha fatto soltanto per te

Domani alle tre nella fossa comune cadrà

Senza il prete e la messa

perchè di un suicida non hanno pietà

Domani alle tre nella terra bagnata sarà

e qualcuno una croce col nome e la data su lui pianterà.


Compositor: (F.de Andrè)

Letra enviada por Danielbristot

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS