• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Eu na mira mirando a noite
    Revirado no seu açoite, a solidão
    Eu mirando a mina dos ventos
    Dominado por seus tormentos e moinhos

    Eu menino tornado adulto
    Transtornado pedindo indulto, o cobertor
    Eu poeta implorando versos
    Desvendando esse universo tão sozinho

    Eu no impasse de ser pessoa
    Implorando que outra pessoa me conduza
    Eu na mira da solidão...
    Eu no rastro da procissão querendo rumo.
    Vou no claro ou na escuridão
    Vou seguindo o meu coração onde ele for.

    No seguro da mamadeira
    Ou no perigo ribanceira eu sou um só
    Uma parte de mim reclama
    Outra parte me põe na cama e faz carinho

    Eu na prosa querendo verso
    Ou na rosa do amor confesso, a cicatriz
    Eu movendo o berço do mundo
    Ou misturado no que é imundo
    Eu quero a vida!

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Padre Fábio de Melo

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.