• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Não sou perfeito
    Estou ainda sendo feito
    E por ter muito defeito
    Vivo em constante construção
    Sou raro efeito
    Não sou causa e a respeito
    Da raiz que me fez fruto
    Desfruto a divina condição

    Em noites de céu apagado
    Desenho as estrelas no chão
    Em noites de céu estrelado
    Eu pego as estrelas com a mão
    E quando a agonia cruza a estrada
    Eu peço pra Deus me dar sua mão

    Sou seresteiro
    Sou poeta, sou romeiro
    Com palavra, amor primeiro
    Vou rabiscando o coração
    Vou pela rua
    Minha alma às vezes nua
    De joelhos pede ao tempo
    A ponta do seu cobertor

    Vou pelo mundo
    Cruzo estradas, num segundo
    Mundo imenso, vasto e fundo
    Todo alojado em meu olhar
    Sou retirante
    Sou ao rio semelhante
    Se me barram, aprofundo
    Depois vou buscar outro lugar

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Padre Fábio de Melo

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.