Fabio Blänc

Tattoos

Fabio Blänc

California


Era cinza
A cor da sua camisa
No dia em que eu pintei suas tattoos
Usando sharpers azuis
Tantas cores ao meu dispor
Mas me coloria de você
A cada dia que nascia
A cada noite padecia
Entre beijos e choros
Sentidos de soluçar
Dor e amor
No mais certeiro dos golpes
Minha certeza de morte
Concentida e assinada

Ao aceitar mais um abraço
e ficar por mais uma noite
Com você no seu quarto
Dançando em chamas
Aquele som calmo
E vintage que dilacerava-me
Quântico
Preso na última hora
Da nossa última noite
A cada canção que escrevi
A cada som que eu fiz

Lembra-se daquela tarde
Seu jipe sem freio, rápido
Charlie Brown tocava alto
Minhas mãos jamais viriam pra baixo
Uh, saindo de Copa
Em direção à Tijuca
Café com tapioca parecia tão certo
Uh, Ultraviolence era nossa trilha sonora
Daquele tempo
Amigos de dia
Amantes a noite
Seu rosto moreno colava no meu
Suas mãos embrulhavam as minhas
Enquanto se despedia

De verdade eu mordi minha língua
Por ter dito que nunca seria seu
Por mais de um dia
Doeu-me mais que qualquer morte anterior
Ver-te partir
E deixar seguir
Aqueles olhos verdes por um caminho sem fim

Descalço
Bravo
Blänc
Fabio

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Fabio Blänc no Vagalume.FM

Mais ouvidas de Fabio Blänc

ESTAÇÕES