Doses

Estranhos Em Comum


Lenço molhado e os olhos vermelhos
Dormindo tarde, acordando cedo
As horas são séculos e os dias não passam
Ignorando as vitórias, guardando os fracassos
Você culpa seus erros
Escondendo as magoas de mais um engano
O amor te traz medo
Sentada num canto e os olhos vermelhos
Por noites em claro
Cansa de ver o reflexo da tristeza pelo espelho

Eu sei que o destino nos traz alegria e dor
Sei por que a vida é assim

O carpete queimado
Pelos cigarros jogados ao chão
Copos espalhados pela sala
Por altas doses de desilusão
E eu aqui sem saber o que fazer

Eu sei que o destino nos traz alegria e dor
Sei por que a vida é assim

Compositor: Vander, Ricardo, Queen

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Estranhos Em Comum no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS