Labirinto

Estilo da Crítica


Música: Labirinto
Álbum: Além da linha reta

Boca

Na viagem sem destino
Rumo ao desconhecido
Agindo por instinto
Sua vida é um labirinto
A cada dia um teste
Uma escolha a fazer
Qual será o caminho
Melhor a percorrer

No beco sem saída
Uma surpresa o espera
Com quem você contava
É o amigo que já era

Fechado, acuado
Parentes formam forno
A essa altura o que resta
É somente um retorno

No caminho inverso
Voltando ao início
Quebrada foi a ponte
Em meio a um precipício

Na queda ao ar livre
Se agarre no que puder
Pois são nessas horas
Que é testada a sua fé

Escale até o topo
Reverta esse jogo
Só 13 sobrevive
Porque a prova é de fogo

Armadilhas tem de monte
Sempre tente escapar
O caminho é perigoso
Mas tenho que atravessar


Dg

O que importa a porta
O radar tá desligado
Sem direção
Só mais um desesperado

Sempre isolado
Sem estudo é complicado
O túnel se divide
O que é certo o que é errado

Uma escolha é feita
O país das maravilhas
Pensamento ao contrário
Deixou rastro nessa trilha

Retornar é impossível
O raciocínio está ferido
Jornada dolorosa
Estou andando sem sentido

Pelos cantos deprimido
Sem razão para o respiro
Capacidade de inversão
No ser humano eu admiro

Em busca de progresso
Barreiras tem de sobra
Nem tudo é perfeito
Valorize a sua obra

Todo dia é dia
Um leão para ser morto
Qual será a sua sina
A da miséria ou do conforto

Atenção na alternativa
Decisão em sua vida
Caminhar pro lado certo
Ou pro futuro suicida


(Refrão)
O desafio está aceito
O retorno não há jeito
Labirinto vários caminhos


Boca

O chão desaparece
Conforme é pisado
Qualquer passo á frente
É preciso ter cuidado

Fugindo do perigo
Atrás do objetivo
Chegar ao outro lado
Ainda estando vivo

Andando sempre em circulo
Sem um único sentido
Ter a impressão
De que está perdido

Em terreno proibido
Pronto para o confronto
A estrada gira
Restando um só ponto

De referência
Aprisionado o pensamento
Descubra quem é quem
O tempo é pouco no momento

Logo surge um contratempo
Cê dá por derrotado
Em único deslize
Está tudo acabado

Estágio avançado
Possível desistência
O desafio sempre testa
A sua resistência

No meio do trajeto
A um passo do fracasso
Ou você levanta
Ou se entrega ao cansaço


Dg

No caminho sem volta
Já entraram muitas almas
Sem conhecer o retorno
Sem a bússola e sem calma

Guiado pelo instinto
Na certeza do correto
Passam-se os dias
O terror está completo

Estando sempre esperto
Enxergando bem distante
Armadilha está a frente
Use o tempo que é restante

A pressa é sua inimiga
O mundo circulando
Agora tudo que restava
Já está se esgotando

Pouco a pouco
A saída não a vista
A regra do jogo
Tem que seguir a risca

Falta cometida
Não há lei da vantagem
Está tudo contra
E regressiva a contagem

Distorce a imagem
A visão escurece
Entrega os pontos
O corpo já não obedece

Vá buscar no inconsciente
A energia que precisa
Uma palavra ou lembrança
Que chega e avisa


(Refrão)
O desafio está aceito
O retorno não há jeito
Labirinto vários caminhos


Boca

Uma luz no fim do túnel
Renasce a esperança
A vontade da vitória
Se reergue na lembrança

Tempo de reação
A hora esperada
Mova suas peças
Será tudo ou nada

O físico esgotado
Pensamento anda lento
Inimigo em vantagem
Na espera do momento

Propício
Para sua última jogada
A passagem se estreita
Uma escolha já é feita

Tentar finalizar
Em um só lance
Calcule muito bem
Não existirá revanche

Em tudo arriscado
Ninguém é certo ou errado
Só depois de feito
Saberá o resultado

A cortina de fumaça
Se dispersa devagar
Olhos bem abertos
Para o que irá olhar

O silêncio paira no ar
Por um momento
A vida sempre anda
De encontro com o vento


Dg

Correndo a todo tempo
Sem ninguém ao seu lado
Os colegas sempre somem
Se o caminho é fechado

Um espaço apertado
Dificulta a sua vida
O desespero toma conta
à procura da saída

Sem certeza do sucesso
Caminhada exaustiva
Até a última gota
Até que a alma ainda viva

E revida
Contra o primeiro que atravesse
O oponente é capaz
Do que a gente desconhece

Uma barreira aparece
Em seu subconsciente
O conflito começa
Dentro da sua mente

O eu está confuso
Em frente a ilusão
Imagens propagadas
Tirando a direção

Sem noção, sem saber
No que acreditar
Se o que é visto for real
Como irá ficar

O labirinto em sua vida
É criado por seus medos
O caminho e a saída
É vencer a você mesmo


(Refrão)
O desafio está aceito
O retorno não há jeito
Labirinto vários caminhos

Compositor: Dg, Boca E Cabeça

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Estilo da Crítica no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS