Bumerangue

Estilo da Crítica


Música: Bumerangue
Álbum: Além da linha reta

Boca

O mundo é uma bola
Que não para de girar
Tudo que se lança
Um dia irá voltar
O retorno é mais forte
Se esconder não adianta
Aqui se faz aqui se paga
E se colhe o que planta

Um uma infração
Ambição invade a mente
Com você foi algo mais
E te cobra lá na frente

É a lei da gravidade
O que sobe logo desce
Descoberta toda a farsa
A imagem escurece

Semente do futuro
Tem que ser bem escolhida
A boa ou a podre
Cresce em sua vida

Qualquer situação
Atenção como se joga
Sem noção do que dizer
Tua palavra de afoga

Não esqueça em quem bateu
Quem apanha só estuda
A hora pra vingança
A verdade que não muda

Deve haver um equilíbrio
Entre o homem e a natureza
Mudança com o tempo
Supera a tristeza

Cada coisa no lugar
Em perfeita harmonia
Esperar a sua vez
Na luta de cada dia

Esquerda ou direita
Escolha o seu lado
Certo ou errado
O bumerangue está lançado

(Refrão)
Bumerangue
Você joga e espera o retorno acontecer
Vai e volta
O presente e o futuro está dentro de você


Dg

Positiva e negativa
Em sua mente está contida
A idéia e a prática
Energia transmitida

Só mesmo cada um
Pra saber o que é melhor
Qualquer passo em falso
Afeta tudo ao seu redor

Enquanto você dorme
A violência se propaga
Miséria de discórdia
Devastando feito praga

Os desejos ganham o ar
Mais além do que imagina
Lentamente conduzindo
O seu pescoço a guilhotina

Em cada objeto
Existe um sentimento
Se ele é tirado
O que resta no momento

Apenas pensamento
Lembrança de uma vida
Esse tempo já se foi
E continua a ferida

O mundo tá girando
Não cuspa onde comeu
Pense de onde veio
E de tudo que sofreu

Pôr em pratos limpos
O que por outros encoberto
No que acreditava
Descobriu não estar certo

As suas correrias
Feitas com vontade
O aprendizado é longo
Nunca pense que é tarde

Um dia uma hora
Tudo pode acontecer
Como o bumerangue
Que acaba de volver

(Refrão)
Bumerangue
Você joga e espera o retorno acontecer
Vai e volta
O presente e o futuro está dentro de você


Boca

A sua consciência
É que te guia na estrada
Um vai o outro cai
Sobe e desce na escada

Uma fábrica de idéias
Sob seus cuidados
Você é o responsável
Pelos produtos fabricados

Trabalhando em seu favor
Pondo em prática o projeto
Tornar-se um doutor
Ou até mesmo ter um teto

Se preparar lentamente
Pra melhor absorção
De todos conhecimentos
E ter uma direção

Pois tudo depende
De cada influência
Do local que foi criado
Até o grau de experiência


Dg

A determinação
É que te leva a algum lugar
Pensando sempre em frente
Sem ter hora pra parar

Não olhar pra trás
Ignorar maus incentivos
Sentir-se capaz
No momento decisivo

Muitos procurando
Sem saber o que procuram
O que vier primeiro
Mata a sede e o desespero

Querer ser o manda chuva
Tem um alto preço
Vantagem no capitalismo
E um trágico desfecho

De retorno ou caça
Você lança sem saber
Se o objeto irá voltar
Ou logo se perder

(Refrão)
Bumerangue
Você joga e espera o retorno acontecer
Vai e volta
O presente e o futuro está dentro de você

Compositor: Dg, Boca E Cabeça

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Estilo da Crítica no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS