Um Dia Após O Outro

Estado Das Coisas


UM DIA APÓS O OUTRO

TÁ DIFÍCIL MANTER A CALMA
TÁ DIFÍCIL CONTER O MEDO
TÁ DIFÍCIL SAIR ILESO
DESSSA DOIDERA DE MUNDO CÃO

VOCÊ DEVE GUARDAR SEGREDO
NÃO IMPORTA QUAL A RAZÃO
CUIDADO AO APONTAR O DEDO
PRÁ NÃO DAR EXPLICAÇÃO

TEM MALANDRO DESDOBRANDO A PRÓRIA MORTE
PRÁ NÃO MAIS PEDIR PERDÃO
TEM NEGUINHO DESDOBRANDO A PRÓPRIA SORTE . . . .

QUERO PAZ , QUERO SOSSEGO
PEÇO SEMPRE EM ORAÇÃO
PODE SER QUE ESSE BARCO VIRE
E TAMBÉM PODE SER QUE NÃO

SEI QUE A ONDA NÃO É FÁCIL DE DROPAR
E O QUE SERIA DE SÃO JORGE SE NÃO FOSSE O DRAGÂO
NESSA VIDA A GENTE SEMPRE ARRUMA UM BOLO
O PROBLEMA É FAZER A DIGESTÃO

RECLAMANDO . . .
CONCLAMANDO . .
TEMPERANDO , EXORCIZANDO ,COMUNGANDO
NADA MELHOR QUE UM DIA APÓS O OUTRO
PRÁ SABER A DIREÇÃO

Compositor: Tiago Ferraz

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Estado Das Coisas no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS