Página inicial > E > Escola Stagium > Piruetas na Ampulheta

Piruetas na Ampulheta

Escola Stagium


Lá dentro da ampulheta o tempo vai se virar
A areia dá piruetas pro tempo poder passar
E a gente não vê a hora... vontade de ir lá pra fora
Na areia do parque brincar... até se esbaldar!

Passa o balde, põe areia, até encher
Venha ver o meu bolo crescer
Castelinho, comidinha, brincadeira
Areia que gruda no pé, a prô tira com a mangueira

Não é pedra, não é pó, areia é como ela só
Não é terra, não é lama, areia é como ela se chama

Garrafas tão coloridas, areias do ceará
Esculturas divertidas, ipanema e guarujá
Nas dunas de joaquina, de prancha na areia fina
Nós vamos escorregar... esquibunda!

Os saquinhos com areia, eu vou jogar
Para cima e depois pegar
No deserto... tanta areia que daria
Pro mundo inteiro fazer, milhares de 5 marias

Não é pedra, não é pó, areia é como ela só
Pelos dedos se derrama: areia, a nossa turma chama!

Compositor: Escola Stagium, Milton Karam

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Escola Stagium no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS