Página inicial > Regional > E > Érlon Péricles > De Cima do Arreio

De Cima do Arreio

Érlon Péricles


Eu ando na estrada cansando o cavalo
Botando sentido nas coisas que vejo
De cima do arreio campeio meu rumo
E aos poucos me aprumo por sobre os pelegos

Um trago de canha, um mate cevado
Um sonho a lo largo no sul do país
Campeando um sorriso além da saudade
Aprendo as verdades da vida que eu fiz

Eu sinto que estrada me ensina aos pouquinhos
E sigo sozinho sem medo de ir
Vencendo distâncias, cruzando fronteiras
Encontro nas ânsias razões pra seguir

Eu trago a esperança estampada na cara
E guardo as lembranças das coisas que fiz
Com raça e coragem eu topo a parada
E agüento o repuxo firmando a raiz

Ah tristeza gaúcha que eu trago no peito
Trançando essa história com fibra e com jeito
De quem sabe bem levantar quando cai

Ah a estrada é comprida e andar vale a pena
Pois quem busca sonhos de alma serena
Tocando pra frente sabe aonde vai!

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Érlon Péricles no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS