Página inicial > Emocore > E > Epilogue 92 > Insignificância Produzida

Insignificância Produzida

Epilogue 92


Igual a um monte de insetos rastejantes
Com a Um mísero pássaro preto sobre suas cabeças
Ou a merda que o mundo produz da pessoa que um dia foi
Com a personalidade de uma fotocópia
Apenas uma cópia de seus antepassados
Apenas uma cópia de si mesmo
Um mísero pássaro preto sobre suas cabeças
Ou a merda que o mundo produz
Todas girando em torno de você e ninguém os vê
Como se fossem melhores
Não ignore quem você desconhece
Porque as pessoas são piores do que as suas aparências
Você tem produzido um monte de merda
Mas eles esqueceram que ela voltaria para você!
Eu sou a merda fabricada por vocês!
Eu sou a merda do que você fez de mim
Sou a merda, eu sou nada, estou no inferno
Curve-se e veja seus frutos
O resultado é gratificante?

Com a insignificância da pessoa que um dia foi
Com a personalidade de uma fotocópia
Apenas uma cópia de seus antepassados
Apenas uma cópia de si mesmo

Entre o céu e o inferno, apenas nós
Dane-se o que você fez de mim um dia
A longa estrada..
A longa estrada.. pra você!

Aqui não há Deus, aqui não há esperança
Não para nós..
Aqui não há Deus, aqui não há esperança
Não para nós..
Não para nós..

Um mísero pássaro preto sobre suas cabeças
Ou a merda que o mundo produz
Entre o céu e o inferno, apenas nós

Com a insignificância da pessoa que um dia foi
Com a personalidade de uma fotocópia
Apenas uma cópia de seus antepassados
Apenas uma cópia de si mesmo
Uma cópia de seus antepassados
Uma cópia de si mesmo
Entre o céu e o inferno

Isto acabará contigo aos poucos
Como você fez comigo
Entre o céu e o inferno
Entre o céu e o inferno
Você é o inferno, mas eu sou a morte!

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Epilogue 92 no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS