Serenade Of Self-Destruction (tradução)

Epica

Requiem for the Indifferent


Serenata de Auto-Destruição


Nunca poderíamos ver

O que há de mais profundo

Parecendo que a nossa perspectiva

Não pode ser alterada

Decidindo para onde ir

E acreditar em seu desastre

Excluindo um futuro sem precedentes


Este é o último impostor

Este é o diabo em mim

Promessas que aguardam na tomada

Não mostrarão alívio final


Sempre dançaríamos

Com o ceifeiro

Fervendo em uma gaiola monstruosa

Ideias para aplacar

Quando encontrar com seu desastre

São apenas para um tolo desesperado


Pensamentos destrutivos para nos enganar

Podem vir da profundidade

Acreditando em fontes intactas

Irá devastar a legião


Será que seremos para sempre livres se

desencadearmos nossas almas

Da vida para sempre

Você é apenas um escravo para o pó!

Em outra ocasião, onde eu e você seremos livres

Com mais um último esforço

Você não pode escapar de seu destino agora!

Não!


Me dê uma chance, não me negue

Por favor me abrace em sua paz

Eu quero voar no esplêndor

Você poderia por favor orientar meu último adeus?

Por que você não deita comigo

minha luz está acabando

Em uma noite quando eu a encontrar

Tomarei meu voo final


Agora venha e veja a divindade

onde a noite vira dia

Tão longe do céu

Você nunca vai ganhar a minha confiança!

Provocar a necessidade, dá palavra ao fato

E mergulha em um outro ambbiente divino

Você nunca vai encontrar a saída!

Não!


Eu prefiro morrer

Do que respirar na minha vergonha

Eles vão saber meu nome

Todo o inferno em chamas


Coral

Por nossa fé

Morremos com orgulho

(Por eles morreremos)

Por nosso soberano

Todo o inferno se levantará

(O inferno certamente se levantará)

Serviremos nossa causa

Ganhando recompensas

(Ganhando nosso prêmio)

Colisão de céus

O oceano secou

Cada oceano secou


Outro desespero voando através do vazio

Enquanto minha degradação

me joga para fora o da linha


Tomar o voo final

Na serenata para sempre perdida no tempo

Serenade Of Self-Destruction


Never could we see

What lies deeper

Seeming that our view

Can't be changed

Deciding where to go

And believe in your disaster

Deleting a future untold


This is the final deceiver

This is the devil in me

Expectation deeds in the making

Will show no final relief


Ever would we dance

With the reaper

Seething in a monstrous cage

Ideas meant to placate

When meeting your disaster

Are only for a desperate fool


Destructive thoughts to mislead us

Can come from deep underground

Believing sources unbroken

Will tear the legion apart


Will we be forever free as

we unchain our souls

From life forever

You are just a slave to the dust!

Another time, where you and me will be freed

With one more last edeavor

You cannot escape your fate now!

No!


Try me, don't deny me

Please embrace me in your peace

I want to fly into the bright

Would you please guide my last goodbye?

Why won't you lie with me,

my light's ending

On a night when I find,

I'll take my final flight


Now come and see divinity

where night turns day

So far away from heaven

You will never earn my trust!

Provoke the need, give word to deed

And dive into another god-like atmosphere

You will never find your way out!

No!


I'd rather die

Than breathe in my shame

They'll know my name

All hell in flames


Coral:

For our faith

We proudly die

(For it we would die)

For our sovereign

All hell wil arise

(Hell will surely rise)

We'll serve our cause

In earning reward

(Earning our reward)

Collision of skies

The ocean wept dry

(Every ocean dry)


Another's desperation flying through the emptiness

As my degradation

throws me out the of line


Take the final flight

Into the serenade forever lost in time


Compositor: Mark Jansen, Coen Janssen, Isaac Delahaye

Letra enviada por Pedro Haun

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS