Página inicial > E > Enock Lou > Rio de Jesus

Rio de Jesus

Enock Lou


Olha, seu moço
Me dói como um brasileiro
Ouvir falar sobre o rio de janeiro
Violência e morte em primeiro lugar
Logo a cidade
Cidade maravilhosa
Cantada em versos
Contada em prosas
Tem balas perdidas girando no ar

É o morro de dona marta
É vigário geral
Borel e rocinha
De onde vem o mal?
Alguém porventura
Pode me responder

Diz a sociologia
Que é a distância
Entre ricos e pobres
E que não há esperança
Enquanto esse quadro prevalecer

Olha, seu moço
A teoria pode até ser verdadeira
Mas eu acredito á minha maneira
E sei que o caso tem solução

Pois quanto mais forte as trevas
Mais brilha a luz
Que neste caso se chama Jesus
Ele age direto no coração

De que adianta
Aquele cristo no corcovado
De braços abertos
Imóvel, coitado
Olhando a cidade sem nada ver

Se traficantes, corruptos
Bicheiros, viciados e policiais
Aceitassem o Deus vivo
O príncipe da paz
Um novo rio iria nascer

Olha, seu moço
A teoria pode até ser verdadeira
Mas eu acredito á minha maneira
E sei que o caso tem solução

Pois quanto mais forte as trevas
Mais brilha a luz
Que neste caso se chama Jesus
Ele age direto no coração

De que adianta
Aquele cristo no corcovado
De braços abertos
Imóvel, coitado
Olhando a cidade sem nada ver

Se traficantes, corruptos, bicheiros
Viciados e policiais
Aceitassem o Deus vivo
O príncipe da paz

Um novo rio iria nascer
Um novo rio iria nascer
Um novo rio iria nascer

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Enock Lou no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS