Página inicial > E > Enock Lou > Protesto

Protesto

Enock Lou


No muito falar
Não falta transgressão
Hoje a moda é palavrão
Nos quatro cantos do país
Tem gente que diz que é pornocultura
Isto vende e fatura e o diabo pede bis
Tá nas canções
Nos discursos inflamados
Na boca do desbocado
Na casa da meretriz
É por um triz, não importa o diploma
Os raimundos e mamonas
A plebeia e a miss

Cada palavra mal falada
Daremos conta no juízo
Então é melhor não dizer nada
Nada, nada
Do que ficar no prejuízo

Tem criança que não sabe dizer: pai
Mas o palavrão não sai
Da boca do 'petis'
É aprendiz de toda pornografia
Verdadeira idolatria
Isso deixa cicatriz

Eu sou contra
Por isso lanço protesto
E esse é o meu gesto
Deus é minha diretriz
Não sou juiz
Sou amigo de Jesus
Sua palavra me conduz
E é ela quem diz

Cada palavra mal falada
Daremos conta no juízo
Então é melhor não dizer nada
Nada, nada
Do que ficar no prejuízo

Podem até dizer
Que sou um cara quadrado
Careta, ultrapassado
E que de bom eu nada fiz
Mas minha raiz não gera amargura
Se cortaram a censura
Você se sente feliz
Quem tá por cima
Amanhã tá por baixo
Já vi muito cabra macho
Totalmente infeliz
Vivendo por um triz
Nesse mundo moderno
Com a passagem pro inferno
Ninguém lhe contradiz

Cada palavra mal falada
Daremos conta no juízo
Então é melhor não dizer nada
Nada, nada
Do que ficar no prejuízo

Abre os olhos, véio

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Enock Lou no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS