Sos

Engenharia Sertaneja


Queria tanto te ignorar, sem me arrepender
Queria olhar pra você e dizer: E aí, ta tudo bem?
Como se fosse apenas alguém

Sempre bagunçando a minha vida
Distorcendo minhas palavras
Faz morada na minha cabeça
Rabisca as minhas vontades
E de rascunho fica a saudade

Mas correr atrás é cansativo
O orgulho não deixa, o amor próprio não gosta
Mas meu coração insiste em me contradizer
Êeiiee

(Refrão)
E o vento que bate e leva caravela
O assopro que apaga a luz da vela
A direção é a luz que eu preciso
E acaba quando lembra de você

A naufrágio em meio a perigo
Meu coração fica perdido
Mandando um Sos pra você
To pedindo socorro sem perceber

Mesmo sem perceber, ainda mando Sos pra você

Compositor: Léo Targino, Marco Anttonio, Django

Letra enviada por Vinícius Renó

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Engenharia Sertaneja no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS