Página inicial > E > Enalta > Próprio Fim

Próprio Fim

Enalta


Como se fosse o dono da verdade
Você fala de todo mundo, sabe da vida de toda a cidade
O seu mundinho é tão pequeno
Que se você morder a língua
Pode morrer com o próprio veneno

Você fica inventando coisas de mim
Enquanto caminha pro próprio fim
Você pode continuar mentindo
Mas a sua trama está se destruindo

E cada vez que você abre a boca
Escorre uma coisa pior que a outra
Fica dizendo que está do meu lado
Mas cada vez parece mais errado
Você me ataca e eu já não aceito
A suas balas não furam meu peito
Acha que nada pode te atingir
Mas você está prestes a cair

Agora tudo está acabado
Mas na sua versão da história
Você sempre tem que ser o coitado
Você espera que eu grite
Com as suas intrigas toscas
Fica testando meus limites

Você fica inventando coisas de mim
Enquanto caminha pro próprio fim
Você pode continuar mentindo
Mas a sua trama está se destruindo

E cada vez que você abre a boca
Escorre uma coisa pior que a outra
Fica dizendo que está do meu lado
Mas cada vez parece mais errado
Você me ataca e eu já não aceito
A suas balas não furam meu peito
Acha que nada pode te atingir
Mas você está prestes a cair

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Enalta no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS