• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Já é tiozão, Emicida e Mosca matando um leão por dia,
    os verdadeiro mata um leão por dia, os brasileiro mata
    um leão por dia, assim óh...

    Emicida

    Verso que habita guardanapo em padaria
    A gente nasce, morre todo dia no meio da rataria,
    Sem fim como a história do cachorro branco que voava
    Meu lápis de cor moldava o tempo que nóiz ainda
    sonhava
    Com a vida tranquilona como em um refrão da Inesita
    O que me irrita é ver que as fita que cês fala num é
    cassete
    Então reflete entre a quentinha e marmita
    Credita igual a quem tira um som só com 3 corda na
    guita
    Quem acorda cedo e se submete a capacho
    Empurra o país pra frente, o troco é ficar pra baixo
    Na volta mão pra cima vô tá com viatura da GOE
    Faz acrobacia com salário de dá inveja em b-boy
    Um pouco de amor que cê guarda vai fazer cê vencer
    Te faz dormir tranqüilo esquecendo as merda que cê vê
    Cê vê como é que é as coisa, que tá em volta dos mano
    Entre fumaça e celular esquece o que é seu mano
    O plano era ser feliz, mas cê deixou de segunda
    Agora no mar de solidão, pensa se nada ou se afunda
    Eu vô cantar pra Calunga, deixa aura menos imunda
    Não me confunda com corcunda das profunda reside
    Onde mal abunda e vai seguir sozinho até o fim da
    vida
    Diferente de quem se acha quando ouve a batida
    Cresce num para de sonhar com a terra prometida
    E num entrega o jogo até ver terminar a partida
    Entre o futuro sorridente e o passado sombrio
    Gira a chave pra mudança que nem disco de vinil
    Véi Pixinguinha na flauta floreia e lança pra mim
    Comer, trabalhar, dormir, num vim pra viver assim
    Atrás das linha inimiga cada passo que se dá
    Na defensiva entre as víbora pronta pra te atacar
    Mas esfarela no olhar, igual dente su do akira
    E assim destruo a licerce do seu reino de mentira

    Refrão

    Coragem e humildade são minhas arma na batalha
    Em busca da felicidade ou alguma coisa que o valia
    De fato, os rato quer roubar minha alegria
    Mas sigo na Babilônia matando um leão por dia (2x)

    Rashid

    Eu absorvo força do sol
    Roubo do ar minha energia
    Peço ao pai nosso que me livre do leão de cada dia
    Parto pra cima da vida com inocência
    Pra no final do dia o meu prêmio seja experiência
    Levo comigo inteligência herdada, de cada fungo que
    cresce no fundo do meu quintal
    Igual a cada idéia que brota a cada derrubada, de cada
    atrasa lado que torce pro meu final
    Eu sigo essa saga, de calçada em calçada
    Enxergo o mapa da vida, em cada parede rabiscada
    Busco o sorriso entrenhado em cada face
    A cada queda no Ring um novo inimigo nasce
    Até que acabe essa fase de luta
    Até que o oponente novamente abandone a disputa
    Agora o toque do gongo se aproxima
    Enquanto você decide se corre ou se vai pra cima
    Então escolhe, toma logo sua decisão
    Planeja cada golpe ataca com precisão
    Só faz que nem no truque e tranca ele na jaula
    Mostra o que cê sabe, cê aprendeu nas aula de
    história
    Que só você prestava atenção
    Agora ele é mais um que vai se arrepender na prisão
    Calça, havaiana, que nunca te abandona
    Lança pisão no pé que deixa qualquer NIKE em coma
    E manda umas rima até que ele fique farto
    Prova que né atoa que cê se tranca no quarto
    Defende o trono até que tenha certeza que já venceu
    Porque no trono lá de casa quem dá descarga sou eu

    Refrão

    Coragem e humildade são minhas arma na batalha
    Em busca da felicidade ou alguma coisa que o valia
    De fato, os rato quer roubar minha alegria
    Mas sigo na Babilônia matando um leão por dia (2x)

    Isso memo fi, já é, ahh... sumemo rapaz, tamo aê
    Emicida, mata um leão por dia
    E o Mosca, mata um leão por dia
    O am, mata um leão por dia
    Dona Santa, mata um leão por dia
    Quem é rua, mata um leão por dia
    Minha quebrada, mata um leão por dia
    Os verdadeiro (A rua é nóiz...) mata um leão por dia

    Créditos: Rodrigo Cidelino

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Emicida

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.