Página inicial > Hip Hop > E > Emicida > Papel, Caneta e Coração

Papel, Caneta e Coração

Emicida


Salve... 2013, Laboratório Fantasma
E essa canção eu gostaria de dedicar
pra todos os meus parceiros
Certo?
Salve tio Josi, Vinicius, Tico, Lakers, Mano G
Ah, a rua é nóiz
A ideia é mais ou menos assim, oh

Meu pai morreu com um sonho que eu nasci
Viver do som que faz, eu só peguei pra mim, tanto faz
Nem lembro mais, de frente
Se bem que o que eu plantei, cantei
Virou sonho de tanta gente
Pelo mundo, pela rima
Me vi lá em baixo, "memo" tando cantando, lá em cima
Emocionado eu lembrei da ira
As vez falo do que vivi pro cêis parece mentira
No meio dos furo, é saca, tanta jura fraca, vida dura opaca
Eu sei, provei da dor mais dura eu chorei rente à maca
Conto triste de quebrada
Ferida aberta ''pruma'' pluma em certa ao vento
Página virada
Sem trocar a alma pelas palmas, jamais, calma fi
Mais que nunca sei onde pisei e por quê de tá aqui
Ei, zambi me mantenho
Ofendo pretos que ainda são escravos
E os branco que quer ser senhor de engenho

Eu rodo o mundo, mas eu volto
Vila Zilda, Cosrisco, São João, eu sou
Papel, caneta e coração
Papel, caneta e coração
Pros moleque que sonha com isso, é nóis
Desde o começo a minha sugestão
É ser, papel, caneta e coração
Papel, caneta e coração

E asas de avião, irmão
Foi quarto de despejo, ensejo, depressão
Firmeza! "tuchê" na mesa, os verme é moda
Pra mim sem preço até meus mano do começo
Num estúdio mais foda
Dadiva, parça, corre a lágrima disfarça
E o tempo passa, lembrando
Meu mano Willian, morreu sonhando
Com a porra de dum Bute desses
Que hoje é Nike, manda, de graça
Meu bonde queria fumar maconha
Comer buceta, ouvindo os rap
Mais pesado do planeta
Quando ostentar era uma fuqueta
Era mais fácil ter 200 mano
Do que um cano numa treta
Eu cresci com os ladrão bom, neguim
Jurei voltar maior, e eles me diz:
"Cê fez 'certin' "
As Carta tudo fala assim
Pega seu microfone e sobe lá, vai
mata a fome igual "Betin"

Eu rodo o mundo mais eu volto
Cachoeira, 12, Nova Galvão, eu sou
Papel, Caneta e coração
Papel, Caneta e coração
E pros Moleque que sonha com isso, é nóis
Desde o começo a minha sugestão
É ser, Papel, caneta e coração
Papel, caneta e coração

Nunca, nunca menos do que isso!

Letra enviada por Sergio Amaral

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Emicida no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS