Jacira

Emicida


[Verso 1]
Sua pele é cor de madrugada
E só a lua prateada
Sabe que às cinco ela já foi
Desceu a rua da quebrada, aquela van lotada
É o ritmo favela, sem boi
No rádio é uma do Caetano, é ele ou outro mano
Enquanto a pança ronca
É gente por cima de gente
Sobe mais na frente
Aí, corinthiano, segura a bronca aí

[Ponte]
Por onde andara o rapaz?
Que perdeu o riso e a paz
De ver todos vocês dormindo
Se tem rumo nem sabe mais
Nem prumo ou se é capaz
De voltar pra algo tão lindo

[Refrão]
Mas ela é capricórnio e resolve
Pode pá, pode deixar, guenta aí
Que ela é capricórnio e resolve
Não deixa a peteca cair jamais
Ela é capricórnio e resolve
Pode pá, pode deixar, vai, guenta aí
Que ela é capricórnio e resolve
Não deixa a peteca cair jamais

[Verso 1]
Sua pele é cor de madrugada
E só a lua prateada
Sabe que às cinco ela já foi
Desceu a rua da quebrada, aquela van lotada
É o ritmo favela, sem boi
No rádio é uma do Caetano, é ele ou outro mano
Enquanto a pança ronca
É gente por cima de gente
Sobe mais na frente
Aí, corinthiano, segura a bronca aí

[Ponte]
Por onde andara o rapaz?
Que perdeu o riso e a paz
De ver todos vocês dormindo
Se tem rumo nem sabe mais
Nem prumo ou se é capaz
De voltar pra algo tão lindo

[Refrão]
Mas ela é capricórnio e resolve
Pode pá, pode deixar, guenta aí
Que ela é capricórnio e resolve
Não deixa a peteca cair jamais
Ela é capricórnio e resolve
Pode pá, pode deixar, vai, guenta aí
Que ela é capricórnio e resolve
Não deixa a peteca cair jamais

Letra enviada por Phil

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Emicida no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS