Página inicial > Hip Hop > E > Emicida > Insomnia (Rodrigo Ogi e Emicida)

Insomnia (Rodrigo Ogi e Emicida)

Emicida


Eu to ligeiro
Eu não cochilo
Eu sigo atento ao lance, é aquilo
Se dormir, vai perder, vai cair
Vou dizer

Eu to ligeiro
Eu não cochilo
Eu sigo atento ao lance, é aquilo
Se dormir, vai perder, vai cair
Vou dizer

Eu to esperto no lance
Eu vejo lobos à espreita e um deles me viu de relance
Estavam farejando ovelhas
E eu de cima das telhas com minha arma de longo alcance
Apago meu cigarro pra que eu não seja notado
Diz o ditado, quem não é visto não é lembrado
A minha movimentação é em silêncio
Eu antecipo meu ataque. Pow! Pow! Pow!
Lobos viram menininhos. Pow! Pow! Pow!
Mc's pequenininhos com meu flow

Se você tem problemas com cárdio
Sugiro que desligue o rádio

A minha navalha faz a dissecação
Mas o sangue não se espalha de tão secos que são
Reviro as peles que nem louco nos lobos
E a vista desses corpos ocos não é sexy, não
Não, eu bato com martelo sim, belo, singelo
Com o coro que tirei, uma capa eu farei
Pro meu violoncelo
Hannibal Lecter, Dexter, Leatherface
Assassino de Mc fake
E volto de campana pro telhado
Com walkman ligado ouvindo Whitesnake

Eu to ligeiro
Eu não cochilo
Eu sigo atento ao lance, é aquilo
Se dormir, vai perder, vai cair
Vou dizer

Eu to ligeiro
Eu não cochilo
Eu sigo atento ao lance, é aquilo
Se dormir, vai perder, vai cair
Vou dizer

Aí, têm dois tipos de Mc, dois, digo,
Os que faliu e os que aprendeu algo comigo
Eu botei de castigo igual os beagle no teste
Sigo com a morte no bolso pique Fela da leste
Amigo, junta os melhor que diz merda de mim, dó
Não dá metade do que eu faço sozinho, oh
Já defini, me redefini, zefini, fim
Eles ainda tão entre a Geni e o Zepelim, ok?
É o compromisso
E até quem me odeia
Tem que me agradecer por hoje ter espaço pra isso
Essa é minha "diss infeta", infesta, porra!
Minhas pretas, crespas, xô, princesas de aba reta
E te por a impor no ritmo modelo
Pra aproximar, pra matar a minha cor e o meu cabelo
Vão se fuder vocês e os Mc's zuado
Que acha que Rap é falar gíria e fumar um baseado
É os boy pagando de mano, na levada, levando
Tua marra é de assum preto, tua alma é de tucano
E eu sou roba brisa memo, frisa sempre o terror
O arrasto grande é igual pixo com extintor
Ditado ladrão, tende fura, ou não: só se tira de onde tem, viu
Sou o febem dos anos noventa
Os bico argumenta
E os loki não aguenta
Eae, quem é o macaco agora?
Ora entrei na mente deles pique Smoke on The Water
Gueto até umas hora, no trono
Quem não liga Itamar Assunção
Quer ver os milagre do Emicida como?

Eu to ligeiro
Eu não cochilo
Eu sigo atento ao lance, é aquilo
Se dormir, vai perder, vai cair
Vou dizer

Eu to ligeiro
Eu não cochilo
Eu sigo atento ao lance, é aquilo
Se dormir, vai perder, vai cair
Vou dizer

Letra enviada por Leandro Saueia

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Emicida no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS