Animal

Emerson e Polyana

Recompensa


E quando chega de noite.
Solta os bichos, solta a franga.
Explode o desejo.
Dá no couro quebra a cama.
Moleza já era.
Tem que ser uma fera pois eu sou animal. (Refrão)


Tô a procura de uma namorada.
Que me dê tudo com bastante amor.
Que fale manso toda delicada.
Um anjo de princesa, uma flor.
Jeitinho doce de moça brejeira.
Inteligente, prendada e gentil.
Pra ser a minha fiel companheira.
Pra ser a minha mulher nota mil.


E quando chega de noite.
Solta os bichos, solta a franga.
Explode o desejo.
Dá no couro quebra a cama.
Gemendo pedindo.
Chorando sorrindo toda sensual.

E quando chega de noite.
Solta os bichos, solta a franga.
Explode o desejo.
Dá no couro quebra a cama.
Moleza já era.
Tem que ser uma fera pois eu sou animal. (Refrão)


Tô a procura de uma namorada.
Que me dê tudo com bastante amor.
Que fale manso toda delicada.
Um anjo de princesa, uma flor.
Jeitinho doce de moça brejeira.
Inteligente, prendada e gentil.
Pra ser a minha fiel companheira.
Pra ser a minha mulher nota mil.


E quando chega de noite.
Solta os bichos, solta a franga.
Explode o desejo.
Dá no couro quebra a cama.
Gemendo pedindo.
Chorando sorrindo toda sensual.

E quando chega de noite.
Solta os bichos, solta a franga.
Explode o desejo.
Dá no couro quebra a cama.
Moleza já era.
Tem que ser uma fera pois eu sou animal. (Refrão 2X)

Moleza já era.
Tem que ser uma fera pois eu sou animal.
Moleza já era.
Tem que ser uma fera pois eu sou animal.

Compositor: D.r

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Emerson e Polyana no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS