Primordial Breath (tradução)

Eluveitie

Slania


O vendo invocativo em minha face


ondeando da invocação dos gigantes

que cura minha alma


A fragrância viril do alpino

o vendo respirante deste aprisco

que me faz sonhar


Impregnando todo e qualquer sinal da existência


Respiração resmungante

Fluindo pelo lombo da minha dor

Plashing(?) nos portos

Dos marinheiros sem lar

Atracando os navios de suas almas na costa de

Ungrounds(?)

Eu inspiro

E toco a mão da impregnação total


Carregado com os fardos dessa vida

o navio navega através de águas sem fim

profundas e sombrias


Mesmo que ainda desenvolvido imaculadamente e livre

escoltado para o esperado morno

do útero


"Eu sou um bardo, não ateste meus segredos para

escravos

Eu sou um guia, um juiz, se você semear você

trabalhará"



Primordial Breath


The calling wind on my face

waving from the summoning of giants

that heals my soul


The virile fragrance of alpine tor

the blowing breath of this fold

that dreams me


Pervading every single nook of existence


Veidon anatlâ

trireinos koilon monis pantos

volevos kaion moricos

ni têrsos tenkos sves nâus-anatia

in litaviâ votno-ûrâ

mê anatlô

qe tebô lama deivos skver-ollos


Laden with the burdens of this life

the barque sails through endless waters

deep and dark


Yet gestated pristinely and free

escorting to the biding warmth

of the womb


" I am a bard do not vouchsafe my secrets to slaves

i am a guide a judge if you sow you will labour "




por victor agnus

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS