Caridade

Elton Domingues Ferreira


Com tanto dinheiro no mundo
Para se gastar
Quem tem muito
Muito pouco se tem
Quem não tem perde mais
Eu não vim de longe para descansar
Eu não vim de longe para morrer.

Eu vim do curral
Vivi do gado leiteiro
Que deu sustento
Pra família.
Nascia para pastar
E não para gastar
Vi o analfabeto sem afeto

Feito essa gente
Que depende da gente
Para sobreviver
Isso tudo são as coisas da terra
E é disso que faz as coisas da vida
A semear os bons frutos.

Aonde vem o homem
Vem a mulher e o filho
Tem gente que vive
Da caridade
E outros delas dá-se o pão
É as coisas da terra que morrem
Para nunca serem esquecidas.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Elton Domingues Ferreira no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS