Página inicial > E > Elito > Contradições

Contradições

Elito


Falsas dominações, vindo de falsas ações
Falsos olhares, esperanças jogadas
São como as roupas que te vestem
mas o interior não habita nada
Mesas de bares lotadas olhares
que te corrompendo como traças
Sigo esquivando dos perigos da noite
mas meus maiores desejos vem dela
Perdido no olhar dela, se perdendo
no meio das pernas dela
Compartilhando pensamentos
ao redor de toda estratosfera
Pagamentos feitos com rendas mínimas
Mudanças minimas, explanações intimas
Dizem driblar como Neymar
mas só vejo vocês caindo em armadilhas

Se vai ser olho por olho, lei de talião aqui é desvantagem
Suas skills aqui não existem, tipo negativo na porcentagem
Se dizem Usain Bolt mas vivem queimando largada
Se dizem ser comedores, os reis das foda mal dada
São os senhor das armas
a fantástica fabrica de glocks imaginarias

Vou me vingar onde eles menos esperam
Vou me tornar o que eles menos esperam
E conquistar o que eles menos esperam
Vão se perguntar: De onde eles vieram
Fabricando clássicos, como sustentei meus vícios
Os inimigos fazendo comícios e eu tramando planos
Convenhamos, melhor botar pra rimar os teus panos

Os contatos movimentam a cena
Os meno seguem evitando problema
As notas seguem criando problema
As mina ligando apenas pros esquema

Nem sempre o melhor ataque, vem de quando atacamos
Rimas como hieróglifos, mente fraca nos vingamos
Da escravidão nos libertamos
mas nos mesmos nos escravizamos
O dom se fortalece com o tempo, então ouça o que falamos
Pulamos o muro das prisões, vagabundos influenciamos
Duas verdades, duas vitorias, vivem de especulação
Meu imóvel valorizado, é a bunda dela no meu colchão
Me alimentando do que ela me serve
as vezes me da indigestão

Ver preto bem de vida pra vocês é sentença de morte
Jogo o jogo pra ganhar, sem trevo pra dar sorte
Não vão conseguir me acorrentar
entrei em campo é meu esporte
As melhores ta no porte, onde eles querem estar
Abutres querem carne podre pra se alimentar
Eles perguntam o que houve, é o flow drogba
Querem se afogar mas nela eu que abro o mar
Passo intacto e vejo eles fracassar
Faço meus pacto e vejo as notas brota
Faço minhas rimas, faço calcinhas molhar

Vou me vingar onde eles menos esperam
Vou me tornar o que eles menos esperam
E conquistar o que eles menos esperam
Vão se perguntar: De onde eles vieram

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Elito no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS