Final dos Tempos

Eliene Paula


É no final dos tempos
Está chegando a hora
De Cristo vir nas nuvens e a sua igreja, ser arrebatada
Vai acontecer em breve, o inesperado
Pra quem não tem a marca sua vida, que é escrita pelo sangue
A humanidade já não suporta ouvir
Rádios e jornais que só falam em ruínas
Filhos sendo brutalmente arremessados pelos pais
Mãe em pleno parto diz que o filho não quer mais
É o final dos tempos
A natureza se revolta e cria maremotos, inundações
No mundo só se fala dos tremores e vulcões
É apenas um sinal que se aproxima a sua volta

É no final dos tempos, que o mundo inteiro será abalado
É no final dos tempos, pestes e doenças por todos lados
É no final dos tempos, aviões sem rumos cairão dos céus e muitos irão
Foi o arrebatamento, da igreja amada, imaculada
Foi o arrebatamento, de um povo escolhido, noiva preparada
É o arrebatamento, que levou os crentes pra longe daqui
Foram morar com cristo, num lugar de gozo para sempre ali

A humanidade já não suporta ouvir
Rádios e jornais que só falam em ruínas
Filhos sendo brutalmente arremessados pelos pais
Mãe em pleno parto diz que o filho não quer mais
É o final dos tempos
A natureza se revolta e cria maremotos, inundações
No mundo só se fala dos tremores e vulcões
É apenas um sinal que se aproxima a sua volta

Letra enviada por Eliene Paula

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Eliene Paula no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS