O Decreto de Deus

Eliã Oliveira


Quando Deus abre a porta
Não há quem possa fechar
Mas quando ele fecha a porta
Ninguém jamais abrirá
Quando ele determina
Não há quem possa mudar
Quando este Deus assina
Não há quem possa apagar

Se ele diz que é sim, é sim!
Se ele diz que não, é não!
Se ele manda ir, não tome outra direção
O que Deus te deu, é teu
Ninguém pode mais de tua mão tomar
A bênção é pra ti quem puser
A mão irá se queimar

O homem diz que não, mas Deus diz que sim
Aquele não serve, mas Deus diz assim
Você se enganou!
Pois foi ele mesmo a quem escolhi
O homem vê apenas o exterior
Eu vejo por dentro, vejo coração
Não ha quem impeça
A bênção de Deus em tua vida irmão

Deus fez promessa a abraão, de muito o abençoar
E a sua descendência, iria multiplicar
Mas provando sua fé, Deus pediu a abraão
Oferece a mim o teu filho, lá no monte moriá

Abraão não recusou, a Deus foi fiel e assim
Levou o seu filho isaque para imolar ali
Na hora do sacrifício a voz do senhor bradou
Abraão não faças tal
E o cordeiro Deus providenciou

Deus havia escolhido, dentre os filhos de jessé
Um jovem fiel e simples e sem aparência ter
Enche o vaso de azeite, e vem quero te enviar
Lá na casa de jessé, pois o rei vou te mostrar

Samuel vendo aqueles, de aparência disse assim
Certamente esse é o rei
A quem Deus me manda ungir
Samuel se enganou, repreendido foi por Deus
O escolhido era davi
Ninguém muda o decreto de Deus

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Eliã Oliveira no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS