Causo

Elen Lara


Esturdia, minha tia goyá veio á casa visitá
Chegô, sentô no tamburete, precisava refrescá
Tomô água e foi dizeno: o grude, eu vô prepará
Vô fazê pequi no armoço e ai de quem reclamá
Só não pode a lingua furá

Pra cozinha ela foi a comida prepará
Chica doida, feijĂŁo, pequi
Arroz queimado pra completá
E nĂŁo Ă© que o tal grude
FicĂ´ bĂŁo demais da conta?
Simplim, saboroso, tava pra chef invejá
Atarracou lá no fogão e foi dizeno
Eu vim aqui foi pra ficá... vixe!

Lá pelo méi da tarde a tia goyá tornó a inventá
Vamo assá um biscoito
Passá um café e prusiá?
Tava animada! quem é que vai questioná?
E se fosse a derradĂŞra veiz
Do biscoito a tia amassá?

SentĂ´ na cadĂŞra
E pĂ´e reparo num, reparo notro
Biscoito assano, café quetim
menino correno e a tia? firme, proseano!
Dia grande, pra lá e pra cá
Sem um minutim pará... mais quando é fé
A muiĂŞ empacou!
Que aconteceu tia goyá? cansô?
Sei nĂŁo... a mode que pistiei!

Ah neim! fiz grude, prosiei, assei biscoito
Passei café pra todo mundo filá
E os discaído, miorá!
Espia só: meu pandú tá chêi
Já tô gangano grilo... zum, zum, zum parô
ĂŠ... coisa boa neh?
Mas pra mim já deu... cabô meu causo cocêiz
Té logo, com Deus, té outra vêiz!

Ah neim que conversa fiada
Tia goyá não tem jeito não
Ah neim que conversa fiada
Isso tá pra lá de bão

Compositor: ELEN LARA

Letra enviada por damom farias

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂşsica

Ouça estações relacionadas a Elen Lara no Vagalume.FM

MIX DE MĂšSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS