Página inicial > Electronica > E > Elemento X > Filhote de Cruz Credo

Filhote de Cruz Credo

Elemento X


Certo dia estava ali,
Sentado no meu canto,
Quando vc apareceu,
Eu tive aquele espanto.

O Sol desapareceu,
A Terra tremeu.
Os anjos cairam do céu,
E o diabo apareceu.

E eu, sozinho e indefeso,
Você com aquele peso,
Não tive reação,
Você me derrubou no chão.

Não conseguia respirar,
Não tinha ninguém pra me ajudar:
"Essa menina é asqueroza, quem dera fosse uma gostosa!"



Você é tão bonita,
Tem pêlos e bigodes,
Uma pança louca.
Quer beijar mas não pode.

A minha vida é uma bosta,
Eu queria ser cego,
Pra não olhar pra essa badaroska,
Esse filhote de cruz credo.



E hoje eu estava ali,
Sentado nesse mesmo canto.
Pensando em tudo que você fez pra mim,
Menina, eu te quero tanto!

Tô caidinho por você,
Não sei o que aconteceu.
Eu só sei de uma coisa,
Só sei que eu quero ser seu.

E eu, percebi como fui mal,
Como eu caguei no pau,
Você querendo o melhor pra mim e eu querendo o seu fim.

Como poderia me desculpar,
Como você poderia me amar?
Meu Deus como gosto dela,
Queria estar debaixo dela.



Você nem é bonita,
Mas é a mina de quem eu gosto.
Agora eu me fudi,
Quero te beijar mas não posso.

A minha vida é uma bosta,
Queria ser mais esperto.
Mas não é mais de mim que ela gosta,
Esse filhote de cruz credo.



Você é tão bonita,
Tem pêlos e bigodes,
Uma pança louca.
Quer beijar mas não pode.

A minha vida é uma bosta,
Eu queria ser cego,
Pra não olhar pra essa badaroska,
Esse filhote de cruz credo.

Compositor: Baterista (alex)

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Elemento X no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS