Canção de Jó

Eduardo Schenatto

A Flecha


Quando as lutas vierem me afrontar
Tal como Jó, eu quero ser
Servo sincero, reto e temente a Ti
Em Tuas asas me esconder
Vou me desviar do mal
Proteger meu coração
Se a chaga for mortal, é eterno o galardão

Quando o meu mundo ruir
Em Teus braços eu quero estar
Nada se comparar aqui
Com o prazer de te adorar
Com o prazer de te adorar

Na mais forte tempestade ou na bonança
Eu te adorarei (Eu te adorarei)
Se o celeiro estiver cheio ou vazio
Eu te adorarei

Posso enfrentar o que for
Nos meus limites chegar
Tua mão me leva além
Nada irá me parar
Sigo confiando em Ti
Te entrego o meu coração
Mesmo diante da morte, meus lábios te louvarão

Vou te adorar pelo que és e não somente pelo que vais fazer
Te adorar é o maior prêmio, Senhor
Ter a tua presença, oh Deus, em meu viver
Em meu viver, em meu viver

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Eduardo Schenatto no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS