Página inicial > E > Eduardo Quintão > As Luzes da Cidade

As Luzes da Cidade

Eduardo Quintão


As luzes da cidade me parecem reais
Com seus automotivos quase todos iguais
Encontros na esquina quanto quão casuais
Mulheres e meninas misturam com os demais

E vai, vai dizer, que a cidade cresce sem porque
E vai, procura ver, que na cidade não cabe mais você

As vidas nas cidades me parecem iguais
Almas despreocupadas, hedonismos carnais
Encontros na esquina quanto quão imorais
Amores cada vez mais superficiais

E vai, vai dizer, que a cidade cresce sem porque
E Vai, procura ver, que na cidade não cabe mais você

Dizem por ai sobre o direito da igualdade
Cansei de apanhar, hipocrisia, falsidade
Aparência, Hâ...É o que vemos de verdade
todos se deitam a jugar
Só de pensar em parar...
Não há o que dizer nem em quem acreditar
Não há tempo bom na cidade, isso aqui meu irmão é um rio de maldade...

E Vai, vai dizer, que a cidade cresce sem porque
E vai, procura ver, que na cidade não cabe mais você


Solo


E Vai, vai dizer, que a cidade cresce sem porque
E vai, procura ver, que na cidade não cabe mais você

As ruas na cidade me parecem iguais
com seus apartamentos, construções verticais
Propostas na avenida quanto quão imorais
Mulheres e meninas saem com animais

E Vai, vai dizer, que a cidade cresce sem porque
E vai, procura ver, que na cidade não cabe mais você

E Vai, vai dizer, que a cidade cresce sem porque
E vai, procura ver, que na cidade não cabe mais você

E Vai, vai dizer que a cidade cresce sem porque
E Vai, procura ver, que na cidade não cabe nem eu e nem você

E vai...

Letra enviada por Eduardo Quintão

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Eduardo Quintão no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS