Página inicial > E > Eduardo Dias > Floresta da Tijuca

Floresta da Tijuca

Eduardo Dias


Carioca eu sou, malandragem
Fiz dessa floresta a minha paisagem
Um rio de amor pra gente sorrir
Com a Flor da Mina do Andaraí

Ita Hangá
É pedra, é lenda Tupinambá
E Deus Tupã vai me guiar
Nessa sublime natureza
A fauna, a flora sem igual
As águas, sagrada criação
A floresta e seus encantos
Da Tijuca, o coração

E pelo mar chegou família real
Ê negro café, a devastação
Nos canaviais, é só agonia
Lata d'água na cabeça, lá vai Maria

O suor em cada grão
Da escravidão refloresce a vida
Salve o Barão que decretou afinal
O sonho de um Parque Nacional
Os portões se abrem ao lazer
De braços abertos, meu cartão postal
Vislumbra a beleza da vista Chinesa
A nossa riqueza virou carnaval
As pipas bailando em linda aquarela
No swing da favela

Letra enviada por Playlists do Vagalume

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Eduardo Dias no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS