Página inicial > E > Edson Penha > Rendenção

Rendenção

Edson Penha


Redenção

Para a contrição, a indulgência
Para a aversão, benevolência
A terra, o suor, as feridas abertas, a salvação
A dor, o trabalho, as feridas abertas, a salvação

Para ter razão, reminiscência
Para a tentação, a penitência
A dor, o trabalho, as feridas abertas, a salvação
A terra, o suor, as feridas abertas, a salvação

Augusto, o que há com você?
Augusto, chega de se esconder
Empunhe a armas, desforre a raiva
E faça justiça com a redenção
Empunhe a armas, desforre a raiva

E faça justiça no duro sertão
Augusto, o que há com você?
Augusto, chega de se esconder
Um bandido arrependido
Com passado escondido

A cruz e a enxada, o louvor,
A batalha acirrada brotando em seu coração
Um beato dedicado
Uma alma com seus vícios
A cruz e a enxada, o louvor,
A batalha acirrada brotando em seu coração

Augusto, o que há com você?
Augusto, chega de se esconder
Empunhe a armas, desforre a raiva
E faça justiça com a redenção
Empunhe a armas, desforre a raiva
E faça justiça no duro sertão

Augusto, o que há com você?
Augusto, chega de se esconder
A cruz, a enxada, o louvor,
a batalha acirrada

Compositor: Musica: Joel Teixeira / Letra e Música: Edson Penha

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Edson Penha no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS