Página inicial > Sertanejo > E > Éder & Élton > Pagode da Roça

Pagode da Roça

Éder & Élton


Papai vendeu nosso sítio e viemos pra cidade
Sem saber que com a terra,
Vendeu nossa liberdade
Não viu que já tinha flores no pé da felicidade
E semeou esperança sobre o solo da saudade.

Lembro de papai fumando sentado lá na soleira
E mamãe passando amassa no cilindro de madeira
Enquanto ela assava o pão com folha de bananeira
Eu ia pro ribeirão para pescar de peneira.

E na panela de ferro mamãe fazia comida
Arroz pequi e verdura tudo sem inseticida
Frango caipira e maxixe e cambuquira cozida
Café em coador de pano e uma pinguinha curtida.

Chuveiro era cachoeira a luz era lamparina
E Sol devagarinho nascia atrás da colina
E abrindo a cerração como se fosse cortina
Andava em carro de boi, calça rancheira e botina.

Moro na cidade grande, mas não tenho alegria
Respiro ar poluído me matando a cada dia
A tristeza e a saudade só me traz melancolia
Quando vivi lá na roça fui feliz e não sabia.

Hoje quando vejo a lua sem querer pego a chorar
Porque me vem na lembrança,
Minha infância meu lugar
Parece que ela me diz que o sertão deve voltar
Pois a cidade não serve para o caboclo morar.

Compositor: João Miranda/praense

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Éder & Élton no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS