Página inicial > Trilha Sonora > D > Duas Caras (novela) > Zé da Feira - Zé da Feira

Zé da Feira - Zé da Feira

Duas Caras (novela)


No Subúrbio onde eu morava
tinha fama de cantor
tinha gente que apoiava
muitos não davam valor

Nem a mulher que eu amava
gostava dos sambas meus
tudo mudou de repente
hoje eu dou graças a Deus

Se na feira eu era o Zé
das couves ou do aipim
nunca perdi minha fé
e a vida sorriu pra mim

Zé da Feira eu sou
eu sou Zé da Feira
cantando partido alto
alegro a nação inteira

É porque eu sou malandro
Sagaz e maneiro
e modéstia a parte sou bom partideiro
canto no terreiro até o amanhecer

Sou bom de papo não sou 71
há muito tempo sai do jejum
sempre ajudando os pequenos
que querem crescer

Zé da Feira eu sou
eu sou Zé da Feira
cantando partido alto
alegro a nação inteira

Compositor: Arlindo Cruz E Zeca Pagodinho

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Duas Caras (novela) no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS