• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Sede de amor
    Febre de anseio
    Quase a escuridão
    Você partiu, me reduziu,
    Amor, me perco em lágrimas
    Não mais a vi, desde abril, fui pro mar
    E você lá deitada na pedra.
    Que inveja dessa pedra
    O que ficou, eu compreendi,
    Face àquela visão
    O que era amor inda me diz:
    Pena que tudo acabe...
    Um lance novo me despertou
    Desde já, só quero estar
    Com quem me serve
    E, de resto, serei breve!
    Nada fica em pé
    Pra quem se quebra numa paixão.
    O mundo é vão
    E tudo é só um oco absurdo
    Não mais me vejo assim
    Tô a pé, mas chego onde vou
    Revê-la só foi ruim
    Porque nada me causou
    Doeu, me ressenti
    Quando você me desprezou
    Mas hoje estou aqui:
    Algo como uma flor na pedra
    Preste a nascer.

    (fonte: site oficial)

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Djavan

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.