Pássaro

Djavan

Bicho Solto - O XIII


Vem me dar teu calor
Que eu te dou meu carinho
Como faz a flor com o beija-flor
Ou o pão e o vinho
Minhas juras de amor
Teus cuidados comigo
Na paz dos teus braços
Pena de ave, campos de trigo
E chego a levitar
Quando estou te olhando

Pássaro voa e vai pela beira do rio
E deixo de pensar no que é desengano
E reparo só nos desafios
Com a graça de deus menino
É que eu me guio
"rogai por nós, vos peço paz! "
Nos una mais, não nos deixe sós
E se não for pedir de mais
Quaro vida normal e algum dinheiro
Deitar, dormir, poder sonhar
Que um dia eu vá conhecer o sul

Que chova aqui o que chove lá
Para o que se plantar ganhar o verde
Pra alimentar, pra garantir
O bem-estar de viver sem medo
E ter pra quando precisar
E não ter que ficar chupando o dedo
Da criação, dos pés de coco
A fruta-pão quero ver crescer
Realizar a ilusão

Para o meu coração se aquecer
Se eu deixar de ter você
É como não ter mais o que esperar
Ou sei lá o quê, deixar de ser
Flamengo, mengo
Ah, se eu perder você
É quase não mais poder respirar
Ou pirar de vez e não ser mais
Flamengo, mengo, mengo

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Djavan no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS